Entenda a diferença entre despesas, custos e gastos para ter sucesso na sua revenda e parar de fechar os meses no negativo!

 

O segredo do sucesso do seu negócio está em compreender a diferença entre despesas, custos e gastos. E, sim, eles não são a mesma coisa!

Essas 3 palavras que, a princípio, parecem ser sinônimos, correspondem a aspectos diferentes do seu negócio. E acompanha-las de forma correta faz todo a diferença para que a sua revenda conquiste uma boa lucratividade e crescimento.

No artigo de hoje vamos falar sobre uma das mais importantes dicas para revendedor: a gestão financeira. Não deixe de ler!

Diferença entre despesas, custos e gastos

Pode ser que, no dia a dia, agrupar as despesas, custos e gastos como uma coisa só não gere grandes problemas para a sua revenda. No entanto, registrar as saídas do caixa de forma incorreta pode causar muitas dores de cabeça.

Em outras palavras, confundir esses conceitos pode fazer com que a sua empresa tenha prejuízo e você nem note. Assim, quando as contas apertarem, será tarde demais.

Despesas

As despesas compreendem todos os valores necessários para manter a estrutura e o funcionamento da sua revenda. Normalmente, as despesas são os investimentos na área comercial, administrativa, marketing, recursos humanos, entre outros.

Isso significa que as despesas não têm uma ligação direta com a atividade da sua revenda. Ou seja, esse dinheiro não é o que vai comprar as peças que serão vendidas.

Ainda assim, esse é um valor que precisa ser acompanhado. Afinal, ele influencia diretamente no aumento das vendas e do faturamento da empresa.

Por fim, vale dizer que as despesas podem ser fixas ou variáveis. As fixas são recorrentes e não mudam de acordo com o volume vendido pela empresa, como o material de escritório ou o mobiliário.

Já as despesas variáveis são proporcionais às vendas da revenda. A comissão dos vendedores é um exemplo desse caso.

Custos

Os custos são os valores que saem do caixa e têm ligação direta com a compra de produtos para revender ou demais serviços oferecidos pela empresa. Aqui, estão os salários, os produtos, entre outros.

Os custos são essenciais para que a sua revenda continue operando. Afinal, sem a mercadoria, os vendedores e a estrutura física o negócio basicamente não existe.

Eles podem ser classificados entre diretos e indiretos. Os custos diretos são aqueles diretamente ligados ao que a empresa oferece. Ou seja, a compra dos itens vendidos pela sua revenda.

Já os custos indiretos compreendem os investimentos como limpeza da loja, logística, energia elétrica, entre outros.

Gastos

Por fim, os gastos são aqueles valores que não estão previstos em um orçamento, mas que podem ser fundamentais para que a sua revenda continue operando. Normalmente, eles são imprevisíveis e não têm como serem repassados para os clientes.

Alguns exemplos de gastos seriam a compra de móveis para a loja porque eles quebraram ou o conserto de uma lâmpada que queimou inesperadamente.

Dessa forma, toda despesa ou custo da sua revenda representa também um gasto. No entanto, um gasto só pode ser encarado de forma contábil quando a saída do dinheiro do caixa acontece por razões que não estão relacionadas ao negócio. Ou seja, quando ela não é uma despesa ou um custo.

Ficou mais fácil de entender a diferença entre despesas, custos e gastos? Então, não deixe de ver algumas dicas de como dar descontos nos produtos sem ficar com prejuízo!